blog.

O mundo pós coronavírus

Postado por Martinez Comunicação  |  29/05/2020

Com a pandemia do novo coronavírus pelo mundo, o comportamento dos indivíduos vem se transformando cada vez mais. A necessidade do isolamento social provocou uma série de adaptações de atividades que agora podem ser realizadas de casa, como por exemplo, exercícios físicos, aulas online, trabalho remoto e até encontros religiosos e terapêuticos estão sendo realizados por meio de tecnologias.

Muitas pessoas não veem a hora desse momento passar para poder voltar a realizar essas atividades da forma tradicional, no entanto, o que nem todos sabem, é que muitos desses serviços tendem a se estabelecer no novo formato, criando uma nova realidade pós pandemia.

Confira quais serviços tendem a se estabelecer no mercado, mesmo após a pandemia:

 

1. Venda de produtos online

Muitas empresas investiram na venda online de seus produtos, devido ao fechamento temporário das lojas físicas. Essa alternativa trouxe um retorno positivo para muitas marcas, o que pode fazer com que elas continuem no universo digital mesmo após a pandemia. As vantagens de vender online são inúmeras, além de economizar com os custos de manutenção de uma loja física, o empreendedor conta hoje com uma série de recursos online que ajudam a fortalecer as vendas. O Facebook e o Instagram, por exemplo, já adotaram medidas para ajudar os empreendedores digitais. Saiba mais.

 

2. Serviços delivery

O delivery foi outra alternativa que deu muito certo para os comerciantes. Com o fechamento das lojas físicas, a única forma de continuar vendendo foi através de entregas. O setor de alimentação foi o que mais se deu bem nesse novo formato, afinal, todos precisam comer, seja em tempos bons ou ruins, por isso os restaurantes continuaram vendendo na crise e muitos podem continuar nesse formato, já que é mais econômico e tende a atender as exigências de muitos consumidores que, mesmo após o isolamento, ficarão inseguros de sair para comer e vão preferir as refeições entregues em casa.

 

3. Trabalho remoto

O trabalho remoto era um formato que já vinha se desenvolvendo nos últimos anos, no entanto, com a pandemia, ele tornou-se a única forma de trabalho para muitos profissionais, fazendo com que várias empresas aderissem ao modelo. Hoje, muitos empresários já notaram grandes melhorias com o home-office. Além de permitir uma maior flexibilização de horários e liberdade ao funcionário, esse novo formato pode trazer economia ao empresário e, em muitos casos, aumentar a produtividade da empresa. A Martinez, por exemplo, já se modernizou e adotou o home-office permanente. A tendência é que mais empresas façam o mesmo.

 

4. Aulas online

Apesar de muitos professores e alunos preferirem as aulas presenciais ao EAD, esse novo formato de aulas mediado pela tecnologia mostrou que é possível manter a educação à distância. Por isso, após a pandemia, mesmo que as escolas e as universidades voltem a oferecer as aulas presenciais, muitos professores, agora já adaptados às plataformas, poderão oferecer aulas online de forma autônoma, auxiliando muitos alunos que não têm condições de frequentar o ensino presencial. Além disso, outras atividades como exercícios físicos ou reuniões, por exemplo, poderão ser realizadas cada vez mais de forma online, já que agora o mundo conhece os recursos digitais que proporcionam esses encontros.

Essas são as mudanças mais nítidas até o momento, no entanto, outros hábitos podem surgir e se estabelecer no nosso cotidiano até o final dessa crise. Por isso, é bom que estejamos preparados às novas transformações, afinal, aqueles que não se adaptam acabam ficando para trás.

AV ITATIAIA, 662 - RIBEIRÃO PRETO-SP | (16) 3237-6797